"Os nossos valores são como pontos que foram costurados para a frente e para trás a fim de criarem uma peça inteira de tecido, toda uma vida. Quanto mais firmes os pontos, mais firme a trama, e melhor o acolchoado. Da mesma forma na vida, quanto mais firme o caráter, mais sucesso e felicidade teremos." Tecendo Sonhos - (Aliske Webb)



domingo, 15 de maio de 2011

Bordadinhos

Olá flores! Domingo com tarde chuvosa, bom pra tirar uma sonequinha, só que ao invés de dormir terminei meus bordadinhos , gosto muito de bordado livre e bordo sempre que tenho um tempinho sobrando ou enquanto descanso, assisto tv ... faltava terminar um (no total são quatro bloquinhos), uma gentileza da Tia Lili... em breve mostro o que farei com eles...  se você gostou dos riscos pegue aqui e borde também... depois vem me mostrar, tá? E aproveitando esta fase de bordadeira deixo aki um texto muito lindo do Prof. Damásio de Jesus que achei no blog da Arteira Craft, que faz trabalhos lindos...


Bordando

Quando eu era pequeno, minha mãe costurava muito. Eu me sentava no chão, brincando perto dela e sempre lhe perguntava o que estava fazendo.
Respondia que estava bordando.
Todo dia era a mesma pergunta e a mesma resposta.
Observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada e repetia:
- Mãe, o que a senhora está fazendo?
Dizia-lhe que de onde eu olhava o que ela fazia me parecia muito estranho e confuso.
Era um amontoado de nós, e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos.
Eu não entendia nada.
Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava:
- Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu trabalho eu chamo você e o coloco sentado em meu colo.
Deixarei que veja o trabalho da minha posição.
Mas eu continuava a me perguntar lá de baixo:
-Por que ela usava alguns fios de cores escuras e outros claros?
-Por que me pareciam tão desordenados e embaraçados?
-Por que estavam cheios de pontas e nós?
-Por que não tinham ainda uma forma definida?
-Por que demorava tanto para fazer aquilo?
Um dia, quando eu estava brincando no quintal, ela me chamou:
- Filho, venha aqui e sente em meu colo.
Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao ver o bordado.
Não podia crer!
Lá de baixo parecia tão confuso! E de cima vi uma paisagem maravilhosa!
Então minha mãe me disse:
- Filho, de baixo, parecia confuso e desordenado porque você não via que na parte de cima havia um belo desenho.
Mas, agora, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo.
Muitas vezes, ao longo dos anos, tenho olhado para o céu e digo:
- Pai, o que estás fazendo?
Ele parece responder:
- Estou bordando a sua vida, filho.
E eu continuo perguntando:
- Mas está tudo tão confuso... Pai, tudo em desordem.
Há muitos nós, fatos ruins que não terminam e coisas boas que passam rápido.
- O Pai parece me dizer:
"Meu filho, ocupe-se com seu trabalho, descontraia-se, confie em Mim e...Eu farei o meu trabalho. Um dia, colocarei você em meu colo e então vai ver o plano da sua vida da minha posição."

Muitas vezes não entendemos o que está acontecendo em nossas vidas.
As coisas são confusas, não se encaixam e parece que nada dá certo.
É que estamos vendo o avesso da vida!
Do outro lado, Deus está bordando...

Lindo né? Ótima noite pra vocês... bjoka!!!!

5 comentários:

Juliana! disse...

Ficou bonito os bordados :)
Bordar é uma paixão sem limites né?!

bjos

Jamile Salim disse...

Lindo seu post! É mesmo assim ... O avesso do avesso ... Cá pra nós, Papai do Céu borda como ninguém! Beijinho!

Val disse...

Que bordadinhos fofos, adoro bordar, o que me falta é tempo... mas vou fazer o possivel pra voltar a bordar e postar tb.
bjos

Helena e Dayse disse...

OLa.
Amo bordar ponto cruz.
Que mensagem maravilosa, adorei!!!!
Bjusss

Entre Linhas disse...

Oi Leide!
Amo o seu blog. Fiquei apaixonada por este poema. Diz-me muito neste momento da minha vida. Espero que não se importe, mas vou copiar para postar no meu blog. passe no blog, estou a sortear miminho.
Beijocas

Related Posts with Thumbnails